Make your own free website on Tripod.com
 
 
....O Plantador de Estádios...
(Texto retirado do Álbum de Ouro do Santos Futebol
Clube publicado pela revista bola Alvinegra).
..............................................................................................................
.............................................................................................................. 
Entre muitos títulos que lhe adornam o nome, o Santos F.C. possui um que também lhe é motivo de justificado orgulho: "Plantador de Estádios" Quando São Cristovão , do rio, em 1916, inaugurou a sua praça de esportes - a mais bela , até então , construída à beira do Guanabara - poderia, ou deveria, ter escolhido para paraninfo um grêmio de alto renome do Rio de Janeiro ou da capital de São Paulo. No entanto, foi o Santos F.C. que o São Cristovão convidou. E na tarde de 23 de março daquele ano, eis a se baterem dois alvinegros, no estádio, novo em folha, da rua Figueira Melo. Resultado: 1 x 1  Referência da Imprensa:  "Grande equipe possui o Santos F.C." Então em 1916,1917,1918,1919,1920 choveram ofícios de convites ao Santos F.C. para realizar jogos de inauguração. E lá se ia - em ótimo futebol e perfeito em comportamento social - o Santos F.C. , o bandeirante do esporte, a plantar estádios em Mogi, em Piracicaba, em São Carlos, em Campinas, em Ribeirão Preto, em Sorocaba, por São Paulo adentro e por interior afora. E os convites se sucedendo. e o Santos F.C. penetrando , mais e mais, no sentimento do povo e no coração do Brasil.
.....
Em 1926 foi o Atlético Paranaense quem acenou ao Santos F.C. chamando-o para batizar o seu estádio. E o Santos F.C. rumou para Curitiba , onde a 17 de abril triunfava sobre o Atlético por 3 x 1. Referência da imprensa curitibana: "Magnífico, o conjunto do Santos F.C."
.....
O Vasco da Gama concluira em 1927 o seu monumental estádio de São januário. E convidou o Santos F.C. para a inauguração que como de costume foi um passeio santista no novíssimo São Januário. Gente houve - e não pouca gente - que teve que beliscar a pele uma porção de vezes, a  se certificar que a derrota do super esquadrão do Vasco, não era artimanha de um sonho peneirando pesadelo. E Por mais que os beliscos sangrassem, o placar da realidade continuava, frio, a contar sem reticências, a história do Jogo: 5 x 3 .
O Vasco da Gama não se conformou. Para ele os 5 x 3 eram coisas das surpresas que o futebol sabe tecer. E pediu a C.B.D. que conseguisse um outro encontro. C.B.D. pensou, matutou, banzou e chamou o Vasco:
" - Olhe o Fluminense vai inaugurar os melhoramentos em seu estádio, e homenagear, no mesmo dia, os heróis de Jaú, o João de Barros e o Newton Braga. Peça ao Fluminense para convidar o Santos a jogar com vocês."
E o Vasco pediu e o Fluminense concordou. O Santos F.C. veio e venceu de novo. 4 x 1. Referência da Imprensa carioca: "É tolice querer ganhar do Santos F.C. Com ele ninguém pode." data: 14 de julho de 1927.
.....
Palestra Itália, de Belo Horizonte, inaugurava seu grandioso estádio. Nem houve reunião da diretoria para escolher o inaugurador. Para que? Para que se não poderia ser outro que não fosse o Santos F.C.?
Comentavam no Palestra Itália no final de cada treino:   " - Desta vez o "Plantador de Estádios" vai ver com quantos paus se faz uma canoa.
De fato, logo no início, dois paus o Palestra aprumou para construir o seu barco da vitória: 2 x 0 com 11 minutos. Mas o Santos F.C. foi aplainando a maneira e seu modo de jogar, os paus da canoa foram surgindo em seus pés: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 o público pedindo chega, e o placar chegou ao final assim:
Santos F.C. 7 x Palestra Itália 3. data 19 de julho de 1928.
Referência da Imprensa mineira: "O Santos F.C. não tem uma equipe de futebol, o que tem , isso sim, é um ciclone calçando chuteiras."
.....
O Bahia ia ter campo iluminado. O estádio da graça ia se vestir de luz.
Era o primeiro do nordeste.
- Convida o Flamengo , Bahia !!
O Bahia calado.
- Convida o Corínthians, Bahia !!
O Bahia calado.
O Bahia, quando resolveu falar, convidou o Santos F.C. para Salvador. Estádio da Graça faiscando. Mais público, sem poder entrar, do que ao redor do gramado, campo repleto. Capacidade de 20 mil pessoas já estava na beira dos 30 mil. Duas luzes brilharam naquela noite: a do sistema elétrico , e a do sistema de jogar do Santos F.C. Resultado: 4 x 2. Referência da Imprensa Baiana: " Santos F.C. foi o sol a refulgir no noturno inaugural de ontem...."
.....
Mas o Rio já estava com saudades das inaugurações do Santos F.C. e o América convidou-o para a festa de estréia de seu novo estádio, em Campos Sales, onde os "diabos rubros" atravessavam longas temporadas sem nem conhecer sequer empates. Jogou muito o América e fez 3 gols. Jogou mais o Santos e fez 4. Referência da Imprensa da Guanabara: " Quem quizer inaugurar o seu estádio sem derrota, não convide, nem para passar perto,
o Santos Futebol Clube."
.....
Após 1929, somente em 1964 o Santos voltou a inaugurar outro estádio. E isto em partida válida pelo campeonato paulista de futebol. Aguardaram os dirijentesdo Comercial de Ribeirão Preto a visita oficial do alvinegro àquela cidade, para o esplêndido acontecimento. E Justificando o seu título de "plantador de estádios", o Santos, mantendo a sua invencibilidade em tais cotejos, derrotou o Onze interiorano por 3 x 2. E o Santos F.C. não se viu batido, jamais, em suas muitas e aplaudidas inaugurações.
 .....
.......................................
.......................................
..........
 
 
ClassificaçãoPágina Principal / Histórico do Santos F.C. / Curiosidades
Dados / Centro de Treinamento / Vila Belmiro / Hino Oficial / Leão do Mar
Títulos / Campeonato Brasileiro 98 / História Craques Inesquecíveis